Bichos

Pet idoso exige atenção redobrada com a alimentação

Pauline
Pauline Machado / Canal de Estimação Jornalista e Acadêmica de Medicina Veterinária
Pet idoso exige atenção redobrada com a alimentação

24 de fevereiro de 2022 - 00:10 - Atualizado em 24 de fevereiro de 2022 - 18:08

Assim como os humanos, cães e gatos são impactados fisicamente pelo avanço da idade. Felizmente, eles também já podem contar com o desenvolvimento das especialidades médicas – no caso a veterinária –, uma alimentação de alta qualidade e cuidados que favorecem o aumento de sua expectativa de vida. Adequar especialmente sua alimentação é muito importante para proporcionar bem-estar e longevidade.

“São considerados idosos os cães de portes pequeno e médio a partir de 7 anos, e de porte grande a partir dos 5 anos. No caso dos gatos, a partir dos 12 anos eles entram na senioridade” explica Flavio Silva, médico-veterinário e supervisor de capacitação técnico-científica da PremieRpet®.

Para chegar bem e saudável à “melhor idade”, é importante que o tutor tenha uma atenção especial com a alimentação do pet. “Cães idosos, por exemplo, têm uma tendência à obesidade, por isso, devem ser estimulados a exercícios diários. Já para o gato idoso a tendência natural é o emagrecimento. Nesse caso, a atenção, deve ser focada na quantidade de energia que vai ingerir por dia”, explica Flavio.

Nutrição adequada

Segundo o médico-veterinário, o alimento para o pet idoso deve ser formulado especialmente para atender as necessidades dessa fase da vida, considerando necessidade energética, ingredientes para proporcionar mais vitalidade, saúde articular, equilíbrio intestinal, saúde oral, prevenção de problemas de saúde decorrentes do avanço da idade e o bom funcionamento do organismo como um todo. O formato do grão também tem importância nesta fase, uma vez que precisa facilitar a preensão e mastigação. 

Animais idosos também podem ter diminuição da sua integridade cognitiva. Por isso, o tutor deve prestar bastante atenção em mudanças de comportamento e, a qualquer sinal de alteração, é importante levá-los a um especialista para investigação e melhor tratamento para o cão ou gato.

“Os alimentos de alta qualidade, como os super premium, oferecem ao pet mais saúde e longevidade, pois foram formulados de forma equilibrada para minimizar e prevenir as consequências decorrentes do avanço da idade”, afirma Flavio Silva.

Assim como em todas as fases da vida, o tutor deve oferecer apenas a quantidade diária de alimento recomendada pelo médico-veterinário ou no verso da embalagem. A oferta abundante de água limpa e fresca, carinho, atenção, atividades diárias e consultas regulares ao médico-veterinário também são imprescindíveis para a saúde e qualidade de vida dos pets.