Bichos

Páscoa para pets pode? Saiba o que oferecer a eles durante o feriado

De acordo com o médico veterinário Dr. Luis Fernando de Moraes, o indicado é optar por alimentos naturais

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Páscoa para pets pode? Saiba o que oferecer a eles durante o feriado
Foto: Divulgação

12 de abril de 2022 - 18:18 - Atualizado em 12 de abril de 2022 - 18:18

Com a Páscoa prestes a acontecer, a velha dúvida retorna: os animais podem receber a visita do coelhinho sem prejudicar a saúde? De acordo com o médico veterinário Dr. Luis Fernando de Moraes, consultor da Organnact,
a resposta é sim, porém com alguns alertas.

“Os pets merecem todos os mimos, afinal, são nossos parceiros, fazem parte da família. Mas a Páscoa para eles não pode ser a mesma Páscoa para a gente. Cachorros e gatos não podem de jeito nenhum comer chocolate, por exemplo”,

explica Moraes.

Conforme o veterinário, o problema do chocolate, em específico, não é apenas o açúcar, mas sim as substâncias presentes nele.

“O chocolate possui teobromina e cafeína, por exemplo, que são substâncias tóxicas para os pets. E quanto mais escuro for o chocolate, maior o teor dessas substâncias, que podem levar o cachorro a quadros de vômito, diarreia, hiperssalivação, tremores e até à morte”,

alerta o veterinário.

Diante disso, a alimentação natural pode ser uma saída. Dr. Luis explica que nesse tipo de “dieta” são inseridos alimentos como carnes, alguns vegetais e algumas frutas. Entre as vantagens inclusas nessa readaptação está a garantia de mais nutrientes, e a diminuição de conservantes, corantes e aromatizantes artificiais.

Se você pensa que é difícil encontrar petiscos naturais em pet shops nos dias de hoje, você está enganado. Atualmente há uma variedade de opções como chocolate para cachorro, bife desidratado, chips e biscoitos

“Essa com certeza é uma área em expansão. O segmento de pet food é o que mais cresce atualmente no setor, e cada vez mais existe uma preocupação das famílias em investir em saúde para cães e gatos”,

conta Moraes.

Feito em casa

Para além dos encontrados nas prateleiras, é possível também apostar em receitas caseiras. Entretanto, Dr. Luis Fernando é categórico sobre os perigos. Segundo ele, é preciso sempre a orientação de um profissional, que possa ensinar receitas naturais que se adequem à realidade de cada animal.