Atletismo

Londrinenses vão para o pódio na competição Troféu Brasil de atletismo

Tatiane Raquel Silva e Livia Avancini levaram medalhas de ouro e prata para casa

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da Prefeitura de Londrina
Londrinenses vão para o pódio na competição Troféu Brasil de atletismo
(Foto: Divulgação/N.Com)

27 de junho de 2022 - 20:44 - Atualizado em 27 de junho de 2022 - 20:44

As atletas londrinenses Tatiane Raquel Silva e Livia Avancini da equipe Londrina/FEL/Ipec conquistaram o pódio no Troféu Brasil de Atletismo. A competição de atletismo é a maior da América Latina e contou com os principais atletas brasileiros no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, que acabou neste sábado (25).

Tatiane Raquel levou dois ouros. Ela venceu a prova dos 3.000 metros com obstáculos em tempo recorde: 9min 39seg 66mil. O recorde anterior, de 2016, também era dela. O segundo ouro conquistado por Tatiane foi na prova dos 1.500 metros, no qual atingiu sua melhor marca pessoal: 4min 13seg 38mil.

“Estou muito feliz com os resultados. Troféu Brasil é sempre uma competição diferente, importante. Agora é focar no Mundial, principalmente na parte mental, porque os treinos já estão nas pernas”,

disse Tatiane.

A londrinense venceu a prova dos 3000 metros com obstáculos no Troféu Brasil pela oitava vez consecutiva. Seu próximo compromisso será o Campeonato Mundial de Atletismo, de 15 a 24 de julho, em Eugene, nos EUA.

Já a atleta Livia Avancini carrega em seu pescoço uma medalha de prata do arremesso de peso. Sua marca foi de 16,02 metros, alcançando seu sétimo pódio consecutivo como arremessadora no Troféu Brasil de atletismo. Ela é a atual campeã sul-americana indoor e outdoor do arremesso do peso.

Gabriela Tardivo e Bianca Cristine Davi de Souza são destaques da nova geração. Elas também brilharam na prova dos 3.000 metros com obstáculos. Tardivo,18 anos, terminou na quarta colocação. Bianca foi a décima quarta colocada e com a nova marca (11min54seg61) agora é a terceira colocada do ranking nacional sub-20 da prova.

(Texto da estagiária Maria Paloco, com supervisão de Giselle Ulbrich)