Agronegócio

Governo do Paraná alerta sobre sementes misteriosas da China

Até quinta-feira (17), três pacotes de sementes que vieram da China foram recolhidos no estado; dois vieram da região de Curitiba e um da região de Paranavaí

Caroline
Caroline Berticelli / Editora
Governo do Paraná alerta sobre sementes misteriosas da China
Foto: Reprodução

18 de setembro de 2020 - 14:26 - Atualizado em 18 de setembro de 2020 - 14:31

A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), do governo do Paraná, emitiu um alerta nesta sexta-feira (18) sobre as sementes da China que inúmeras pessoas têm recebido pelo correio. 

Conforme a nota, as sementes enviadas que possuem o remetente de endereços chineses são desconhecidas e podem trazer pragas, doenças e plantas daninhas que não existem no País, capazes de causar graves prejuízos à agricultura e ao meio ambiente.

“Muitas das pragas e doenças que elas podem conter são invisíveis a olho nu, e somente podem ser detectadas por meio de análises laboratoriais”, explica o coordenador do Programa de Certificação, Rastreabilidade e Epidemiologia Vegetal da Adapar, Juliano Farinacio Galhardo. 

O que fazer caso receba sementes da China

A orientação para aqueles que receberem os pacotes é não abrir, não utilizar e não jogar fora. Mas sim procurar uma unidade da Adapar ou do Ministério da Agricultura e levar o material. 

Também pode entrar em contato com a Adapar pelo telefone (41) 3313-4000 ou pelo Fale Conosco, disponível em www.adapar.pr.gov.br.

Sementes no Paraná

De acordo com o governo, até quinta-feira (17), os fiscais da Adapar recolheram três pacotes de sementes que serão encaminhados ao Ministério da Agricultura para que passem por análise. Dois vieram da região de Curitiba e um da região de Paranavaí.

Nos três casos, as pessoas relataram que a origem do pacote é chinesa, e não se sabe a razão do envio. Uma delas, segundo a Adapar, havia realizado uma compra pela internet no ano passado, e agora recebeu apenas as sementes, da mesma origem.

Sementes no Brasil

O caso das sementes da China está intrigando autoridades, inclusive, de outros países como EUA e Canadá que também registraram o recebimento do material misterioso. Existem relatos de pacotes postados do Uzbequistão e Quirguistão, mas a maioria é da China.

No Brasil, o primeiro caso foi registrado em Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, quando um morador comprou um item de decoração de um site de encomenda da China. No entanto, além do produto, ele também recebeu um pacote com as sementes.

De acordo com o que já foi apurado, a dinâmica do recebimento das sementes é a seguinte: a pessoa realiza a compra em sites de e-commerce, geralmente de países de origem asiática. E, ao receber a encomenda, encontra grãos embalados em três saquinhos, de diferentes tamanhos.