Agronegócio

Malu Nachreiner, agrônoma formada na Esalq, será presidente da Bayer no Brasil

Reuters
Reuters
Malu Nachreiner, agrônoma formada na Esalq, será presidente da Bayer no Brasil
Sede da Bayer no Brasil

1 de setembro de 2021 - 16:48 - Atualizado em 1 de setembro de 2021 - 16:50

SÃO PAULO (Reuters) – A multinacional alemã Bayer anunciou nesta quarta-feira que a executiva Malu Nachreiner assumirá o cargo de presidente do grupo no Brasil a partir de novembro, tornando-se a primeira mulher a comandar as operações da empresa no país.

Nachreiner, atual líder da divisão agrícola da companhia, substituirá o espanhol Marc Reichardt, que vai se aposentar após 36 anos na Bayer –os últimos três chefiando a empresa no Brasil. Ela acumulará os cargos de presidente e líder da divisão agrícola, segundo a Bayer.

“É uma honra e um ótimo desafio receber a missão de estar à frente da Bayer no Brasil, um dos maiores mercados no mundo em termos de relevância para a Bayer”, disse Nachreiner em nota.

“Ao completar 125 anos no país, a empresa vive um momento muito especial de transformação cultural.”

De acordo com a Bayer, o principal foco do trabalho de Nachreiner estará na colaboração, inovação e sustentabilidade, além da ampliação de sinergias entre as três divisões de negócios da empresa no país (Crop Science, Consumer Health e Pharmaceuticals).

Malu Nachreiner é agrônoma formada pela Esalq/USP e possui MBA pela Universidade de Pittsburgh. Ela iniciou sua carreira na Bayer como estagiária há 18 anos e, antes de liderar a divisão de Crop Science no Brasil, ocupou cargos nas áreas de Vendas, Marketing e Gerenciamento de Produto.

(Por Gabriel Araujo)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH8029U-BASEIMAGE