Agronegócio

Colheita de milho na França segue lenta, semeadura de cereais de inverno acelera

Reuters
Reuters
Colheita de milho na França segue lenta, semeadura de cereais de inverno acelera
Plantação de milho em Montbert

15 de outubro de 2021 - 09:11 - Atualizado em 15 de outubro de 2021 - 09:15

PARIS (Reuters) – A colheita de milho na França, maior produtora de grãos da União Europeia, permaneceu lenta na semana passada, mostraram dados do órgão agrícola FranceAgriMer nesta sexta-feira.

Estima-se que 15% da área de cultivo de milho em grão foi colhida até 11 de outubro, acima dos 7% na semana anterior, mas bem abaixo de 62% de progresso um ano atrás, disse a FranceAgriMer em um relatório sobre cereais.

O crescimento das safras de milho foi inibido este ano por períodos de frio na primavera e no verão, enquanto as fortes chuvas desde o final de setembro atrasaram o trabalho de colheita.

Para o estágio de 50% de umidade que precede a colheita do milho, as safras estavam 10 dias atrás do ritmo médio dos últimos cinco anos, disse a FranceAgriMer.

A lenta colheita de milho na França e em outros países europeus, incluindo a Ucrânia, uma grande exportadora, elevou os preços da safra de 2021, ao mesmo tempo em que aumentou a demanda por trigo como um substituto na ração para gado, de acordo com traders.

Um período de sol esta semana na França deve ajudar os campos a secar e permitir que os agricultores trabalhem mais.

A semeadura de cereais de inverno para a safra do próximo ano estava ligeiramente à frente do ritmo do ano anterior, mostraram dados da FranceAgriMer.

O órgão disse que 13% da área esperada de trigo mole foi perfurada até 11 de outubro, ante 4% uma semana antes e um progresso de 11% em comparação ao ano anterior.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9E0IL-BASEIMAGE