Agronegócio

Bunge eleva perspectiva de lucro com demanda por alimentos e biocombustíveis

Reuters
Reuters
Bunge eleva perspectiva de lucro com demanda por alimentos e biocombustíveis
Grãos de trigo

27 de outubro de 2021 - 16:20 - Atualizado em 27 de outubro de 2021 - 16:25

(Reuters) – A Bunge teve resultados mais fortes do que o esperado no terceiro trimestre e elevou sua perspectiva de lucro ajustado para o ano inteiro nesta quarta-feira pela terceira vez em 2021, com a empresa de commodities agrícolas dos EUA se beneficiando do aumento da demanda por alimentos e combustíveis renováveis ​​após o alívio de algumas restrições da pandemia.

Embora os volumes nas unidades importantes de agronegócio e óleos refinados tenham caído, as margens robustas de processamento de oleaginosas impulsionaram os resultados da Bunge.

“Esperamos que as tendências favoráveis dos mercados continuem”, disse o presidente-executivo Greg Heckman.

As ações saltaram cerca de 3% no início do pregão.

A multinacional norte-americana agora espera que o lucro ajustado para o ano todo seja de pelo menos 11,50 dólares por ação, ante perspectiva anterior de pelo menos 8,50 dólares por ação.

Os resultados da Bunge mostraram uma perspectiva mais recente de como os maiores comerciantes de grãos do mundo enfrentaram a pandemia do coronavírus e as mudanças que ela desencadeou na demanda por alimentos e combustível, à medida que os consumidores preparavam mais refeições em casa e evitavam viagens desnecessárias.

A Bunge e as rivais Cargill, Louis Dreyfus e ADM, que divulgou um salto nos lucros do terceiro trimestre na terça-feira, estão prosperando à medida que algumas restrições da pandemia foram reduzidas.

O lucro ajustado do agronegócio, maior segmento da Bunge, cresceu 10% no trimestre, enquanto a crescente demanda por óleos vegetais para a produção de combustíveis renováveis contribuiu para mais do que dobrar o lucro da unidade de óleos refinados e especializados.

Os custos mais altos de energia, no entanto, podem reduzir as margens e reduzir as taxas de esmagamento em algumas regiões, disse Heckman.

O lucro líquido da Bunge aumentou para 653 milhões de dólares, ou 4,28 dólares por ação, no trimestre encerrado em 30 de setembro, ante 262 milhões de dólares, ou 1,84 dólar por ação, um ano antes.

O lucro ajustado de 3,72 dólares por ação, acima dos 2,47 dólares do ano anterior, superou a estimativa de consenso de 1,42 dólar, de acordo com Refinitiv IBES.

A receita totalizou 14,12 bilhões de dólares, em comparação a 10,16 bilhões de dólares um ano antes.

(Reportagem de Karl Plume em Chicago e Arunima Kumar em Bengaluru)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH9Q0PO-BASEIMAGE