Agronegócio

Açúcar bruto se recupera e atinge máxima da semana; café arábica recua

Reuters
Reuters

24 de junho de 2021 - 17:59 - Atualizado em 24 de junho de 2021 - 18:00

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os futuros do açúcar bruto na ICE fecharam em alta nesta quinta-feira, revertendo as perdas anteriores para atingir a máxima da semana, enquanto o mercado busca orientação e os traders aguardam um relatório importante sobre a produção brasileira.

Os preços do café arábica recuaram, enquanto os do robusta subiram.

AÇÚCAR

* O açúcar bruto para julho fechou em alta de 0,24 centavo de dólar, ou 1,4%, a 16,93 centavos de dólar por libra-peso, revertendo as perdas anteriores da sessão para atingir a máxima da semana de 16,99 centavos de dólar no fim da operação.

* O mercado se direcionou em ambas as direções durante a semana, com fundos aparentando reduzir a grande compra de posição.

* Operadores disseram que o açúcar deve se manter acima da mínima de dois meses da segunda-feira, de 16,19 centavos de dólar.

* Eles observaram que uma pequena entrega era esperada frente ao contrato de julho, que expira no fim deste mês, com contratos abertos em queda.

* No ano passado, cerca de 254 mil toneladas foram negociadas contra o vencimento julho.

* A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) deve divulgar dados de produção na sexta-feira, que deverá mostrar que a produção na primeira quinzena de junho ficou em linha com as 2,55 milhões de toneladas produzidas no mesmo período do ano passado.

* O açúcar branco para agosto fechou em alta de 3,20 dólares, ou 0,8%, a 426,80 dólares a tonelada.

CAFÉ

* O café arábica para setembro fechou em queda de 0,5 centavo de dólar, ou 0,3%, a 1,534 dólar por libra-peso.

* Os operadores afirmaram que as chuvas recentes melhoraram as perspectivas para a safra de café arábica do próximo ano no Brasil, embora o clima seco permaneça preocupante.

* O café robusta para setembro avançou 27 dólares, ou 1,7%, a 1.650 dólares a tonelada.

(Reportagem de Marcelo Teixeira e Nigel Hunt)