Fechar

Por que a reforma política e um novo pacto federativo são mais do que discursos eleitorais

Por Roberto Azevedo | 24 de julho de 2014 Política  Sem comentários

Os destaques da coluna no Notícias do Dia desta quinta-feira (24jul2014):
Por que a reforma política e um novo pacto federativo são mais do que discursos eleitorais, e o voto do cafezinho. www.ndonline.com.br/florianopolis/colunas/robertoazevedo/185432-roberto-azevedo-precisamos-de-reformas-politica.html

Colombo faz campanha fora do expediente e triunvirato toca administração

Por Roberto Azevedo | 23 de julho de 2014 Política  Sem comentários

Os destaques da coluna no Notícias do Dia desta quarta-feira (23jul204):
Colombo faz campanha fora do expediente e triunvirato toca administração, e Eduardo Campos confirma visita a SC. ndonline.com.br/florianopolis/colunas/robertoazevedo/185144-a-ordem-de-colombo.html

Fora do PT, palanque de Dilma no Estado é imprevisível

Por Roberto Azevedo | 22 de julho de 2014 Política  Sem comentários

Os destaques da coluna no Notícias do Dia desta terça-feira (22jul2014):
Fora do PT, palanque de Dilma no Estado é imprevisível, e a sugestão de Amauri Soares a Luciana Genro. www.ndonline.com.br/florianopolis/colunas/robertoazevedo/184837-roberto-azevedo-palanque-dilma.html

Campanha ao Senado ganha mais importância no Estado, e o desabafo de Edson Piriquito

Por Roberto Azevedo | 21 de julho de 2014 Política  Sem comentários

Os destaques da coluna no Notícias do Dia desta segunda (21jul2014):
Campanha ao Senado ganha mais importância no Estado, e o desabafo de Edson Piriquito. ndonline.com.br/florianopolis/colunas/robertoazevedo/184568-roberto-azevedo-a-relevancia-do-senado.html

São sete candidatos a presidente em duas coligações ao governo, um “ornitorrinco” para destrinchar

Por Roberto Azevedo | 19 de julho de 2014 Política  Sem comentários

O destaque da coluna no Notícias do Dia de sábado e domingo (19 e 20jul2014):
São sete candidatos a presidente em duas coligações ao governo de SC, um “ornitorrinco” para o eleitor destrinchar. ndonline.com.br/florianopolis/colunas/robertoazevedo/184238-o-ornitorrinco-eleitoral.html

Tucanos querem colar Dilma em Colombo, mas precisam resolver o discurso

Por Roberto Azevedo | 18 de julho de 2014 Política  Sem comentários

Os destaques da coluna desta sexta-feira (18jul2014):
Tucanos querem colar Dilma em Colombo, mas precisam resolver o discurso, e a Fazenda de SC de olho nas encomendas. ndonline.com.br/florianopolis/colunas/robertoazevedo/184067-uma-questao-de-discurso.html

Amin e Bornhausen reúnem-se com Aécio

Por Roberto Azevedo | 17 de julho de 2014 Política  Sem comentários

O casal Angela e Esperidião Amin, ambos do PP, e o ex-senador e ex-governador Jorge Bornhausen estão reunidos com o candidato à Presidência Aécio Neves (PSDB), no CentroSul, em Florianópolis. Eles participam de um longa conversa, com portas fechadas, na Sala Cacupé, onde também estão deputados estaduais e federais do PP e do PSDB.

Aécio nacionaliza o debate na chegada a Santa Catarina

Por Roberto Azevedo | 17 de julho de 2014 Política  Um comentário

Com uma hora de atraso, o candidato a presidente da República Aécio Neves (PSDB) disse aos jornalistas, no CentroSul, que a sua campanha é contra a continuidade do governo do PT. A nacionalização do discurso pode ser um problema para os candidatos em estados como Santa Catarina, onde o principal adversário é o governador que concorre à reeleição e apoia a presidente Dilma Rousseff. Raimundo Colombo buscará estadualizar o debate e falar em obras.
Aécio elogiou Paulo Bauer e o candidato ao Senado Paulo Bornhausen e disse que a parceria com o PSB nacional é bem-vinda em todo o país – estão juntos em 11 estados. Para aumentar os ataques aos petistas, afirmou que a propaganda do governo federal é maior que a realidade, e, por duas vezes, afirmou que o país é um “cemitério de obras paradas”, além de dizer que irá reduzir o número de ministérios.
O presidenciável veio ao Estado participar do lançamento da candidatura de Bauer ao governo. O candidato a vice Joares Ponticelli (PP) também acompanha Aécio.

Colombo diz que pedirá votos para Dario e chama Pinho de conselheiro

Por Roberto Azevedo | 16 de julho de 2014 Política  Sem comentários

O governador Raimundo Colombo, candidato à reeleição pelo PSD, começou a discursar pro volta das 21h20min, no CentroSul. E disse que pedirá votos para eleger Dario Berger ao Senado e fez elogios ao vice-governador Eduardo Pinho Moreira, a quem chamou de “amigo e conselheiro das horas mais difíceis”.
Reafirmou que “com muito orgulho e amizade” é o mesmo “Raimundo de 40 anos atrás, com o mesmo espírito e ideias. Com a mesma fé nas pessoas e em Deus”.
“Eu acredito em Santa Catarina no diálogo e na amizade. A gente tem que acreditar nas pessoas”, pregou Colombo. A plateia está ligada no discurso. E completou que “somos um povo exemplo para o país, e que estamos vencendo os nossos desafios”. Ao final do discursos, Colombo desafiou os que o criticam e pediu que eles fossem ao interior do Estado, ver o homem do campo, ver as fábricas que estão sendo construídas em todas as regiões do Estado. “Saiam dos gabinetes e apertem as mãos calejadas dos que trabalham”, disse o governador. Foi a última manifestação do lançamento da campanha.

Pinho Moreira afirma que presentes são “alavancas” para a campanha

Por Roberto Azevedo | 16 de julho de 2014 Política  Um comentário

Ao agradecer para um uma plateia que lota o piso superior do CentroSul, calculada em cerca de três mil pessoas, o vice-governador Eduardo Pinho Moreira disse que, há 12 anos, ele e Luiz Henrique começaram uma mudança ao viajar pelo Estado, algo que, mais tarde, resultou no asfaltamento do acesso a todos os municípios, único quadro no país.
Pinho Moreira lembrou a humildade de Raimundo Colombo, de quem é vice. E que é testemunha do trabalho de Colombo e de sua maneira de tentar resolver os problemas dos mais pobres. Chamou Colombo de líder. E completou que depende de todos que vieram ao lançamento para pedir o voto nas ruas. Também afirmou que Dario tem “a marca de um vencedor” e que derrotou aqueles que “estão do outro lado”, sem citar o nome de Esperidião ou Angela Amin.
E, emocionado, falou da morte da esposa Ivane, falecida há um ano, e chamou os quatro filhos ao palco, que “não me deixaram esmorecer”.